AvatarWritten by: Qual o teu seteoitocinco?

Qual é o teu seteoitocinco? #11 – CAIO

Caio

Bem vindos e bem vindas a mais um episódio de Qual é o teu seteoitocinco?, hoje com a música solarenga de CAIO.

Se na última semana ajustámos os nosso ouvidos à música pesada de Ulfberth, hoje os décibeis reduzem-se para lume brando e cozinham muito lentamente o Indie contemplativo de João Santos.

Na Portugarte temos talento de uma ponta à outra.

CAIO

Amanhã e Madrugada são os temas recentes que estão disponíveis para escutarmos e que irão incorporar o novo álbum de CAIO (João Santos), anunciado para o primeiro semestre deste ano. Nas palavras do próprio artista, o mundo recebeu a promessa de que o som deste novo ciclo irá criar uma ruptura com a roupagem rock que caracterizou o último EP Retratos.

A SeteOitoCinco quer informar que Caio é muito bem vindo à folk mais introspectiva e é por essa razão que trilhou caminho até às perguntas que nos são naturais . No passado podemos revisitar os dois álbuns anteriores Mundo Incerto e Viagem e o EP de estreia Desassossego. Podemos nós e todo o resto do mundo, para nos enriquecer a quietude.

Sete espaços onde sonhas actuar:

“Desde que comecei a fazer música que o meu sonho é conseguir encher um Coliseu dos Recreios, talvez essa ambição me leve lá um dia, mas também tenho outros espaços onde adorava tocar como o Theatro Circo, Aula Magna, Casa da Música, CCB, Coliseu do Porto e Altice Arena.”

Oito músicas que vivamente aconselhas a serem ouvidas:

 Cinco projectos/artistas com que gostavas de dividir palco:

“José Gonzalez, Valter Lobo, David Gilmour (só para muito sonhar alto), Jorge Palma, Sérgio Godinho.”

Diz-nos uma ideia que possa ser aplicável e capaz de contagiar as pessoas a olhar, um pouco mais, para a música nacional:

“A meu ver, para se dar mais valor à música nacional temos de ser mais conscientes com a maneira como a consumimos. Essa responsabilidade tende a ser dos órgãos de comunicação e divulgação de cultura Portuguesa. Devia haver mais apoios para a circulação de música portuguesa, no entanto, no fim só o ouvinte é que escolhe o que ouve. Sinto que existe um certo elitismo no que é realmente referência em Portugal e muito boa música acaba por não ter tanta visibilidade como devia. Temos música incrível em Portugal, música que merece ser divulgada. Na realidade, não tenho nenhuma ideia para resolver este problema, mas consigo perceber que o problema não só está na circulação como também na importância que se dá à música portuguesa.”

Playlist de CAIO

1) CAIO – Amanhã (‘Single’ / 2020)

2) Andrew Bird – Sisyphus (‘My Finest Work Yet’ – LP / 2019)

3) Nils Frahm – Says (‘Spaces’ – LP / 2013)

4) CAIO – Conto do Retorno (‘Retratos’ – EP / 2019)

5) Jim Croce – Time in a bottle (‘Single’ / 1972)

6) Niia ft. Jazmine Sullivan – Sideline (‘I’ – LP / 2017)

7) Sérgio Godinho – A Noite Passada (‘Pré-Histórias’ – LP / 1977)



Apoia a Arte Independente

Gostaste deste artigo e queres apoiar o Portugarte?
Podes apoiar-nos com um simbólico café! Segue este link para que continuemos a divulgar o melhor da arte independente.

A arte independente nacional agradece e nós também!



(Visited 44 times, 1 visits today)
Etiquetas:, , Last modified: Abril 23, 2021