Written by: Artes Música

Besta | “TOP 5” | Entrevista Flash

O vocalista dos Besta, Paulo Rui, aceitou o nosso desafio “TOP 5” e deu-nos a conhecer um pouco melhor a sua perspectiva do underground nacional.

Besta

Falamos com Paulo Rui, vocalista dos Besta: uma das bandas mais relevantes do panorama nacional de música extrema. O grind deste agrupamento não é indiferente a ninguém e editaram, o ano passado, o maravilhoso disco “Eterno Ranco” pela editora alemã Lifeforce (CD Digipack e LP azul e laranja) e pela portuguesa Raging Planet (cassete).

O Paulo Rui aceitou o nosso desafio “TOP 5” e deu-nos a conhecer um pouco melhor a sua perspectiva do underground nacional.


1) Cinco registos sonoros que marcaram o underground 

Felizmente a nossa história é bastante rica e podia mencionar praí uns 30 que acho que marcaram a nossa cena… vou tentar mencionar cenas diferentes e de certa forma de alturas diferentes também … reforço, é a minha opinião pessoal, então assim de repente e de cabeça menciono:

Podia ter mencionado bandas com discos marcantes como Gangrena, WC Noise, Thormentor, Sacred Sin, Mata Ratos, Peste e Sida, Renegados, Decayed, Disaffected, Tara Perdida e tantos tantos outros que poderiam entrar aqui tal como na pergunta que fazes logo a seguir.


Besta (Janeiro, 2020)

2) Cinco respeitáveis bandas (actuais e antigas)

Outra daquelas listas que podia enumerar dezenas, tanto actuais como mais antigas, mas :

E mais uma vez tantos outros como X-Acto, Motornoise, Corpus Christii , Subcaos, Tarântula, Mindsnare, Analepsy, Devil In Me, Zen, Mosh, The Parkinsons, Process Of Guilt, etc… dar só 5 “mata-me”… estava aqui um dia inteiro a falar de bandas!


Besta (Dezembro, 2019)

3) Cinco lojas de discos importantes

Focando me mais no que me rodeia e onde faço as minhas comprar habitualmente menciono:

Mas claro que podia mencionar lojas como a Carbono, Glam-O-Rama, X&Y e mais umas quantas! Sem contar claro com distros online!


Besta (Março, 2020)

4) Cinco venues significativas

Bem vou tentar espalhar isto pelo país, pois só com venues do Porto quase podia fechar a lista e também serão venues que são um suporte não só para as bandas tugas mas também que recebem bandas do underground estrangeiro em tour regularmente:

E um dois em 1

Claro que podia ter referido Musicbox (Lisboa) ou Sabotage (Lisboa) por exemplo, e tantos outros que são sempre passagens importantes, mas dava te realmente uma lista gigante … e claro sem falar dos extintos Cave 45 (Porto) ou Porto Rio (embora não extinto já não faz show do nosso circuito) e tantos outros! Só 5 torna tudo difícil Ahahahah 


Besta (Novembro, 2019)

5) Cinco notáveis bares/tascas ou restaurantes (veganos, vegetarianos ou não-vegetarianos)

Mais uma vez vou-me ficar no que me rodeia e que visito regularmente:

  • Tasca Restaurante 

Ps. Se o Black Mamba ainda existisse seria mencionado com certeza!


Besta (Dezembro, 2019)

BÓNUS

Podem contar-nos como foi a experiência de fazer um tour no Brasil? Quais foram as principais diferenças que encontraram entre o underground brasileiro e português?

Foi incrível… tanto a tour em 2015 com “o cúmplice”, em que fizemos acho eu 24 shows em 32 dias, por cerca de 18/19 cidades diferentes em 6/7 estados diferentes… bem como a tour de 2018 com o “Desalmado”, em que fizemos 16/17 shows em 21/22 dias, por cerca de 14 cidades diferentes, desta vez apenas no estado de São Paulo e onde até gravamos um álbum ao vivo, foram experiências incríveis, que contribuíram muito para o crescimento e solidez da banda claro!

Em termos de diferenças, talvez a diferença maior seja que o underground brasileiro é mais politizado e por vezes mais dividido por sub géneros do que aqui!

Mas é um pouco semelhante ao resto do mundo sinceramente… a maior diferença mesmo foi o facto de sermos uma banda estrangeira, então a maior parte do pessoal que estava nos shows estava especificamente para nos ver, tal como acontece a basicamente qualquer banda que faz tour noutro país, então a intimidade e entrega acaba por ser maior por parte do público, pois é algo que não acontece todos os dias (teres bandas estrangeiras na tua cidade)!

Besta ao vivo no Brasil


Por último, recomendamos-te o canal do Youtube do Paulo Rui, “Ainda Há Tempo“, onde o músico aborda, de forma regular, o panorama musical do underground português! A não perder!


(Visited 79 times, 1 visits today)
Etiquetas:, , , Last modified: Agosto 10, 2020